Sarau de Paraisópolis de Março homenageará as Mulheres

Março é um mês especial. Tem o dia oito, como todos os meses. Só que nesse dia 08, o mundo comemorou o DIA INTERNACIONAL DA MULHER. Essa homenagem custou caro. Muito Caro:

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias. É a partir da Revolução Industrial, em 1789, que estas reivindicações tomam maior vulto com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos. As operárias desta época eram submetidas a um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais.

Dentro deste contexto, 129 tecelãs da fábrica de tecidos Cotton, de Nova Iorque, decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da primeira greve norte-americana conduzida somente por mulheres. A polícia reprimiu violentamente a manifestação fazendo com que as operárias refugiassem-se dentro da fábrica. Os donos da empresa, junto com os policiais, trancaram-nas no local e atearam fogo, matando carbonizadas todas as tecelãs.

Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres, realizada na Dinamarca, foi proposto que o dia 8 de março fosse declarado Dia Internacional da Mulher em homenagem às operárias de Nova Iorque. A partir de então esta data começou a ser comemorada no mundo inteiro como homenagem as mulheres.

De nossa parte, vamos comemorar no dia 31 de março, em nosso Sarau de março, falando… de mulheres: as melhores, as mais talentosas, as mais simples, as mais sofridas, as mais felizes – de você, da sua mãe, da sua tia, avó ou irmã, da sua filha, da sua companheira. Pediremos emprestados os poemas e textos daquelas muito talentosas e festejaremos juntos. Que aquelas tecelãs sejam reverenciadas com alegria e beleza – elas o merecem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.