G10 Favelas inaugura Escritório de Negócios em Betim – MG

A manhã foi de festa na comunidade do Jardim Teresópolis, em Betim, com a inauguração do Pavilhão Social do G10 Favelas HUB Acelerador de Negócios – Minas Gerais. O espaço vai atender a comunidade por meio de diversas iniciativas de impacto social que tiveram início em Paraisópolis, São Paulo, como o Emprega Comunidades, que conecta empresas e candidatos da favela; o Costurando Sonhos Brasil, que leva formação na área de corte e costura para mulheres; o Mãos de Maria, que oferece cursos de gastronomia para mulheres, e a Agro Favela Refazenda, que promove oficinas para o plantio de hortaliças e o Sebrae Aqui, que vai prestar atendimento à população mineira. 


O modelo, criado pelo G10 Favelas, voltado para o empreendedorismo nas favelas, tem se tornado referência como uma iniciativa que fortalece a economia colaborativa e tem apoiado empreendedores de impacto social nas favelas para incentivar o empreendedorismo e impulsionar a economia das comunidades com foco na capacitação e geração de renda. 


A inauguração contou com a presença do presidente do G10 Favelas, Gilson Rodrigues, o Coordenador Estadual do G10 Favelas-MG, Kenedy Alessandro, da Vice-Prefeita de Betim, Cleusa Lara, e outras lideranças nacionais do G10 Favelas, que acompanharam também a entrega de quinhentas cestas básicas para as famílias em situação de vulnerabilidade social da favela de Teresópolis.


“É uma alegria estar aqui e realizar esse sonho. É um sonho inacreditável, de pessoas improváveis. Aqueles sonhos que você duvida de que vai acontecer. Na verdade, a gente acredita, mas nós somos direcionados e indicados a não acreditar e, por vezes, não acreditar em nós mesmos. Mas o G10 Favelas vem para provar que a favela é potência, e a melhor forma de avançarmos ainda mais é criar opções para que as pessoas possam empreender e transformar as suas realidades.”, se orgulha Gilson. 


O G10 HUB está instalado na antiga creche da Tia Dulce, no bairro de Jardim Teresópolis, em Betim, e passou por reformas criando um ambiente mais amplo e moderno. As melhorias contaram com a participação dos alunos de arquitetura da universidade UNA Betim, que desenvolveram o projeto 3D, e a reforma foi financiada pelo fundo de desenvolvimento do G10 Favelas.