Com apoio da TIM, jovens do Ballet Paraisópolis vão para a Escola Bolshoi

A empresa de telefonia TIM, realizou a entrega dos cheques para dois jovens participantes do Ballet Paraisópolis, que foram selecionados para integrar a Escola Bolshoi do Brasil, com sede em Santa Catarina. O auxílio tem como objetivo possibilitar a permanência dos jovens na escola do mais conceituado grupo de dança do mundo.

Os jovens, Luiz Gustavo e Danilo Pereira, que viajaram no início desse mês para Joinville, terão este apoio financeiro para que possam custear seus estudos na escola.

O Ballet Paraisópolis é um dos projetos culturais realizados pela União dos Moradores.

Durante a cerimônia de posse da nova diretoria o apoio financeiro foi entregue pelos representantes da TIM São Paulo, Camila Zoé, Carol e César, aos estudantes junto à professora Mônica Tarragó, coordenadora do Ballet Paraisópolis e Gilson Rodrigues.

Em entrevista à Rádio Nova Paraisópolis, no programa Mistura Musical, da locutora Lindalva Santos, os estudantes fizeram um resgate da sua trajetória, e de quanto batalharam para atingir este objetivo. Eles demonstraram ainda grande expectativa para o futuro.

Os bailarinos agradeceram também à TIM pelo apoio e confiança que lhes fora dado.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única Escola do Bolshoi fora da Rússia. Seu ideal é o mesmo da Escola Coreográfica de Moscou, criada em 1773, que é proporcionar formação e cultura por meio do ensino da dança, para que seus alunos tornem-se protagonistas da sociedade. A cidade de Joinville, em Santa Catarina, sedia o projeto de inclusão social para crianças e jovens.

Hoje os formados pelo Bolshoi Brasil trabalham no mundo todo. Quinze bailarinos continuam em Joinville trabalhando na Cia. Jovem da Escola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.