Alunos de Paraisópolis realizaram evento para marcar o dia da consciência negra

Fotos: Reprodução/Facebook

Fotos: Reprodução/Facebook
Fotos: Reprodução/Facebook

No final de novembro, estudantes das escolas públicas Maria Zilda Gamba Natel e Etelvina de Góes Marcucci realizaram o evento  “Escurecendo a Consciência”, para conscientizar os jovens quanto a  importância da luta dos negros na história e celebrar o dia da consciência negra (20 de novembro).

Foram dois dias com uma programação que incluiu debates sobre genocídio, feminismo negro, redução da maioridade penal, racismo no dia a dia, intolerância religiosa, entre outros temas. O grupo  Dádivas da Melanina, formado por jovens negras,  realizou uma intervenção teatral. Entre as atividades,  também ocorreu uma itervenção do artista plástico  Diego Cabrera, que fez um painel com uma figura de uma mulher negra. O encerramento do evento  ficou por conta da Ong Pró saber, que ralizou um cortejo pelas ruas de Paraisópolis ao som do Maracatu.

Fotos: Reprodução/Facebook
Fotos: Reprodução/Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.