Slum Summit: Maior evento de empreendedorismo da favela

Realizado em novembro, o evento marcou também o lançamento da Bolsa de Valores da Favela, iniciativa do G10 Favelas em parceria com a DIVI-Hub

 

Por Keli Gois

 

Inovação, criatividade, negócios de impacto social, empreendedorismo na favela e muita gente com vontade de fazer e apoiar iniciativas, assim podemos resumir o Slum Summit 2021, maior evento de empreendedorismo de impacto social e empoderamento da favela. 

 

A abertura da 2ª edição aconteceu no dia 19, Dia do Empreendedorismo Feminino, ficou por conta do Grupo Família Viana, formado moradores da comunidade de Paraisópolis, e da cantora e compositora, Sarah Roston, que agitou a plateia e os convidados ao som do Funk “Eu incomodo”, letra que destaca as potências que existem dentro das favelas do país. Com duração de dois dias, o evento reuniu lideranças comunitárias do G10 Favelas de diferentes estados do país, como Minas Gerais, Maranhão, Rio de Janeiro, Pará, Pernambuco, entre outros, além de empresários e convidados de peso que participaram dos painéis. 

 

O encontro foi uma excelente oportunidade para apresentar os projetos e negócios que fazem de Paraisópolis modelo a ser replicado em outras favelas do país, como o Favela Brasil Xpress, Mãos de Maria, Emprega Comunidades, Costurando Sonhos Brasil, entre outros.

 

Os dois dias de evento foram palco para painéis e palestras de grandes personalidades do empreendedorismo, como a empresária e ex jurada do Masterchef Brasil, Paola Carosella; da CEO do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano; da jurada do Shark Tank e símbolo do empreendedorismo feminino, Cris Arcangeli; do apresentador Luciano Huck; do CEO da Forbes Brasil, Antonio Camarotti; do Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes; da Vereadora Janaina Lima, e do influenciador Murilo Duarte, conhecido como “Favelado Investidor”. 

 

Para Gilson Rodrigues, Presidente Nacional do G10 Favelas, “A realização de um evento como o Slum Summit, que marca também os dois anos do G10, é uma oportunidade de mostrar toda a potência, organização e as iniciativas, que servem de modelo a ser replicado em todo o país.

 

Além de proporcionar uma verdadeira imersão no mundo do empreendedorismo na favela, o Slum Summit teve um papel extremamente importante na campanha “Embaixadores Contra a Fome”. O ingresso este ano foi a doação de cestas básicas, que foram destinadas às famílias em situação de vulnerabilidade social que estão sob o guarda-chuva social do G10 Favelas por todo Brasil. 

Bolsa de valores das Favelas é inaugurada durante Slum Summit

Bolsa de Valores da Favela foi inaugurada no primeiro dia de Slum Summit
Foto: André Silva/Agência Cria Brasil

O grande momento do Slum foi o lançamento da Bolsa de Valores da Favela, uma parceria do G10 – Hub de Aceleração de Negócios com a DIV HUB, que permite que qualquer pessoa faça investimentos em negócios de Paraisópolis. Com direito a tocar o sino, a primeira empresa a receber investimentos foi a Favela Brasil Xpress, que tem desenvolvido um importante papel na logística de Paraisópolis e outras comunidades do Brasil, considerada a primeira empresa ‘unicórnio’ da favela, startups que valem mais de US$ 1 Bilhão.

 

“Com o lançamento da Bolsa de Valores da Favela, estamos aproximando empreendedores das startups com investidores que querem atuar nas comunidades. É um processo que nós organizamos para facilitar essa troca e ajudar os empreendedores a se organizarem e conseguirem o dinheiro que precisam para fazer seus negócios crescerem”, explica Gilson. 

Dois dias de imersão e muito aprendizado

Joildo Santos, diretor da Cria Brasil Comunicação fala sobre a importância de promover uma comunicação mais inclusiva na favela Foto: André Silva/Agência Cria Brasil

Além de conectar empreendedores e empresários, a 2ª edição do Slum Summit foi palco de muito aprendizado e trocas de experiências com a realização de diversos painéis, que reuniram grandes nomes do empreendedorismo. 

 

Conduzido pelo presidente do G10 Favelas, Gilson Rodrigues, o primeiro painel do dia “Favela é Potência”, destacou o potencial de consumo das favelas, que chega a R$ 9,9 Bilhões ao ano, como aponta a pesquisa do Outdoor Social, que analisou o consumo em 12 das maiores favelas do país que fazem parte do G10 Favelas. 

 

Ao longo do dia, diversos painéis foram realizados, como “Negócios que Alimentam Vidas”, do Mãos de Maria, que contou com a participação das idealizadoras do negócio, Elizandra Cerqueira e Juliana Oliveira; do Embaixador da AgroFavela Refazenda, Dr. Lee Kuang, e da Digital Influencer Luciana Mihirad, para falar sobre o trabalho do Mãos de Maria e da importância de uma alimentação saudável.

 

O painel organizado pelo Emprega Comunidades teve como tema a “Diversidade com diferencial para inovação performance” com participação de Rejane Santos, CEO do LinkedIn da Favela; do CEO da Nevele Consulting, Theo Van Der Loo e do CEO da Lanup, Miller Vieira. Sustentabilidade – Moda como ferramenta de Transformação foi o painel comandado pela Costurando Sonhos, que contou com a participação das idealizadoras Suéli Feio e Maria Nilde; do CEO da Linking Dotz, Rodrigo Doxandabarat e Marcela Kanner, do Instituto Riachuelo. 

 

“Comunidades a 1000” foi o tema do painel que contou com a participação da empresária Cris Arcangeli e do CEO da startup de impacto social Alicerce Educação, Paulo Batista, que juntos, destacaram a potência e as oportunidades de empreender dentro das comunidades brasileiras. 

 

O último painel do dia ficou por conta da Agência de Comunicação especializada na Favela, Cria Brasil. Com o tema “Comunicação como Ferramenta de Integração” o painel reuniu profissionais de comunicação como a jornalista da CBN, Débora Freitas; do jornalista da Jovem Pan, Marc Tawil, e dos diretores da agência Cria Brasil, Joildo Santos e Francisca Rodrigues, que levantaram discussões sobre a importância de promover uma comunicação mais inclusiva dentro das favelas e como ela tem transformado as favelas do país.

Empreendedorismo Consciente

Para falar sobre empreendedorismo consciente, o painel contou com a participação de Daniel Cavaretti – do Canal Transformadores; da empresária Paola Carosella; da fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Ana Fontes; da Secretária de Desenolvimento Econômico, Patrícia Hellen; do Presidente do Capitalismo Consciente, Hugo Betlhem; do teólogo e escritor, Ed Rene Kivitz e do Presidente Nacional do G10 Favelas, Gilson Rodrigues. Foto: José Barbosa/Agência Cria Brasil

O segundo dia de Slum Summit foi palco para discutir o empreendedorismo de uma forma mais consciente dentro das favelas. O painel contou com a participação da empresária Paola Carosella; da fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Ana Fontes; da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Hellen; do Presidente do Capitalismo Consciente, Hugo Betlhem, e do teólogo e escritor Ed Rene Kivitz. 

 

Além de levantar pautas sobre o empreendedorismo dentro das favelas, os participantes falaram também sobre a importância de gerar dinheiro e emprego para fomentar os negócios já existentes nas comunidades. Outro tema abordado foi a cultura de formalização da igualdade, para que a hierarquia meritocrática do empreendedorismo não seja replicada também dentro das favelas.

 

Durante o painel, Paola Carosella recebeu, do Presidente do G10 Favelas, uma medalha em homenagem ao trabalho de combate à fome que ela tem fomentado por meio das suas redes sociais para doação de cestas básicas. “Essa é a minha primeira medalha da vida. Eu sou muito fã do trabalho do G10 e dessa força que vocês possuem. Paraisópolis é um exemplo para o Brasil e é um lugar onde o governo deveria se inspirar. ”, se emocionou.

 

“Esses dois dias de evento são um marco importante não só para o G10 Favelas, mas também para as lideranças dos estados, que tiveram a oportunidade de participar dos painéis e conhecer mais sobre os nossos modelos de negócio, que agora serão replicados em outras partes do Brasil. Somos agentes da nossa própria transformação e esse encontro mostra a nossa potência e força econômica”, finaliza Gilson.

LEIA TAMBÉM:

1 thought on “Slum Summit: Maior evento de empreendedorismo da favela

Comments are closed.