Pense no futuro, vote consciente!

Votar é um direito de todos, e a escolha pertence a cada cidadão, mas na hora do votar é necessário ter 'consciência política'. (Foto: TSE / Divulgação)

Votar é um direito de todos, e a escolha pertence a cada cidadão, mas na hora do votar é necessário  ter 'consciência política'. (Foto: TSE / Divulgação)
Votar é um direito de todos, e a escolha pertence a cada cidadão, mas na hora do votar é necessário ter ‘consciência política’. (Foto: TSE / Divulgação)

A menos de uma semana para as eleições, é comum encontrar muitas pessoas na dúvida sobre qual candidato escolher. Nessa época, ouvir frases como “político não presta”, “político é tudo igual” e “eu só voto porque sou obrigado”, vem tornando-se cada vez mais frequente. Isso, porque diante de tanta corrupção, o eleitor nunca sabe quem fala a verdade e opta pelo voto nulo ou até mesmo deixa de votar.

Mudar este cenário depende apenas de cada eleitor, que tem nas mãos o poder de transformar o país em que vive. O voto representa uma conquista de muitos brasileiros que lutaram pelo direito de escolher e eleger seus representantes. O que era garantido apenas a homens brancos e de posses, excluindo mulheres, analfabetos e pessoas com uma renda inferior, hoje já está ao alcance de todos.

Com a constituição de 1988, ficou estabelecido que todo cidadão dentro das normas legais tem direito ao voto. Sendo assim, homens e mulheres, alfabetizados ou não, têm direito a escolher seus representantes.

Com uma população de mais de 43 milhões de habitantes, São Paul possui 31.648.266 eleitores, que tem nas mãos o poder de decidir o futuro do país e do estado nos próximos quatro anos, elegendo, por meio do voto democrático, Presidente de República, Governador, Deputado Federal e Estadual, além dos vices.

Votar é um direito de todos, e a escolha pertence a cada cidadão, mas é necessário que essas escolhas sejam feitas de forma consciente. Na hora de escolher o seu representante é importante ter ‘consciência política’. Para isso, basta conhecer cada candidato, sua história de vida e trajetória política.

O melhor jeito de conhecer o candidato é informar-se sobre ele. Pesquise quais são suas promessas, se elas são viáveis, e, principalmente, se beneficiarão a todos. A internet permite isso com muita facilidade, nos sites do Senado, da Câmara, do TSE, ou da Assembleia Legislativa, é possível saber o que o candidato fez em mandatos anteriores e avaliar as propostas do partido ao qual ele é coligado. Não esqueça de avaliar também os candidatos a vice e a chapa do partido, pois eles estarão por trás de todas as decisões que envolvem o seu candidato.

Vote Limpo!

Escolher um candidato honesto, correto e justo parece ser uma tarefa muito difícil, mas não impossível. Para conhecer a história dos candidatos, o eleitor tem à disposição algumas ferramentas que tornam a tarefa mais fácil, como a Lei da Ficha Limpa, por exemplo.

O Ficha Limpa impede que sejam eleitos por oito anos candidatos que tiveram o mandado cassado, que renunciaram seus cargos para evitar cassação ou que foram condenados. Por isso, é importante conhecer a história dos candidatos que você quer que o represente. Um fato importante, mas que poucos sabem é que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio do ‘DivulgaCand’, divulga em sua página na internet todos os dados dos candidatos que solicitam registro à Justiça Eleitoral.

Qualquer pessoa pode visualizar informações detalhadas do candidato que escolheu, como dados pessoais, grau de instrução, proposta de governo, valores gastos com a campanha eleitoral, descrição e valores dos bens que possui e eventuais registros criminais, uma forma de garantir que os eleitores vão às urnas seguros de que escolheram o candidato certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.