Para gringo ver

0

Não sou um turista – como os que acham que favela é ‘legal’ e fazem visitas como uma espécie de safari com o sofrimento dos outros e depois volta para sua vida de luxo na gringolândia. Eu moro aqui.

Tenho sorte que minha existência em Paraisópolis não foi tão difícil como a maioria dos moradores, mas nesses três anos morando aqui, passei alguns dos mesmos problemas. Entre eles, esperando anos para receber vaga na creche para meus filhos, também minha sogra com o direito a moradia, lidando com um sistema público de saúde frustrante e vários outros.

Não vou mentir. Quando estávamos na Inglaterra e pensamos em voltar para o Brasil, minha mulher, a Larissa, perguntou se eu queria morar perto da sua mãe em Paraisópolis, eu fiquei com minhas dúvidas. Não foi nada de preconceito. Se você tem ainda, tire esse pensamento seu que todos os gringos são ricos. Não somos. Não sou.
Na verdade sou de uma região do norte da Inglaterra que hoje em dia é uma das mais pobres na Europa graças a Margaret Thatcher e seu neoliberalismo que destruiu nossa indústria e sociedade há mais de 30 anos.

Mas tudo bem, não fique preocupado, pois não vou usar esse espaço para colocar e impelir uma agenda política. Não tenho nenhuma! E nesse momento em que o Brasil está não precisamos de mais uma pessoa falando sobre o assunto sem fim – pelo menos um gringo. Mas não sou cego e, com certeza, vi as dificuldades piorando nesse tempo que estou vivendo aqui e vou continuar comunicando o que eu vejo em Paradise City.
Pensava mais sobre se esse bairro seria seguro pra mim – alguém que obviamente não é daqui imagina isso.

Aprendi bem rápido que não tinha nada pra temer, porque todo mundo me recebeu de braços abertos. Sou muito grato por isso e, agora, que meus filhos já cresceram um pouco e ficam menos dependentes, a hora chegou pra ajudar a comunidade de alguma forma, começando com essa coluna e outros planos que tenho.
Espero que gostem de mim fazendo parte do seu jornal e apresentando outra percepção e outra vista do seu lar. Para quem quer conversar comigo, estou sempre à disposição.

Compartilhar.

Autor

Jornalista e professor de inglês do Sheffield. Nasceu na Inglaterra e mora em Paraisópolis desde 2014.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: