Mulher,  seja tudo aquilo que você quiser ser

0

Por muitos anos a voz da mulher não foi ouvida e também calada. Desejos, vontades e prioridades nunca foram perguntados diretamente a elas, o que impactou diretamente no acesso aos direitos, no acesso ao mercado de trabalho, salários mais justos e no relacionamento homem e mulher dentro de casa. A desigualdade salarial ou até mesmo a decisão de não trabalhar para dedicar a vida a família e aos filhos acabou, infelizmente, refletindo em índices de violência.

Quando falo de violência ela não é apenas a violência física, mas também, a psicológica, verbal e também imobiliária, que é quando uma mulher não consegue sair de uma casa por não ter para onde ir por conta do pagamento de aluguel.

Eu sei que minha coluna fala sobre educação financeira. Eu sei! Mas não podemos fechar os olhos para os impactos que a dependência financeira pode gerar.

A independência financeira é geralmente defendida como uma forma de viabilizar sonhos que são muito ligados a aquisição de bens e serviços, mas também, uma ferramenta poderosa que pode contribuir para a retirada de mulheres de situação de risco.

Porém, muitas não sabem por onde começar, por isso a importância de projetos sociais voltados para geração de emprego e renda uma vez que eles apoiam para o desenvolvimento de habilidades, para o resgate da autoestima e também no direcionamento para a garantia da segurança da vítima.

Esse é um desafio grande e complexo que abrange diferentes esferas,  mas devemos fazer parte das mudanças seja pressionando o poder público e empresas, empregando mulheres, descobrindo o quanto você é capaz, apoiando ou encorajando outra mulher a buscar ajuda ou pedindo ajuda.

Independência financeira não acontece da noite para o dia. Para isso, é preciso de organização, mudanças de hábitos, desenvolvimento pessoal e apoio. Não deixe de pedir ajuda.

Mulher, saiba que você não está sozinha. Descubra e desenvolva novas habilidades,  pois com elas você poderá conquistar diferentes sonhos, sendo que o principal deles, na opinião, é sua liberdade. Você pode ser tudo aquilo que quiser ser.

Não deixe de conhecer os projetos presentes na comunidade.

Compartilhar.

Autor

Gerente de sustentabilidade do Cartão Nova Paraisópolis e coordenadora do programa de educação financeira na comunidade Paraisópolis

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: