Mãos de Maria: Curso de doces e salgados insere mulheres no mercado de trabalho

0

Por Keli Gois

Janice Azevedo aprendeu fazer trufas e doces no curso Mãos de Maria (Foto: Francisca Rodrigues)

Janice Azevedo aprendeu fazer trufas e doces no curso Mãos de Maria (Foto: Francisca Rodrigues)

A inserção da mulher no mercado de trabalho vem tornando-se cada vez mais frequente. A cada dia ela prova a força do trabalho feminino, sendo, muitas vezes, a única ou a principal fonte de renda em seus lares, cumprindo o papel de ‘chefe de família’.

Para citar exemplos de mulheres que chefiam seus lares não precisa ir muito longe. Em Paraisópolis muitas já ocupam este papel e aproveitam a experiência adquirida em cursos oferecidos na própria comunidade para conseguir melhor colocação no mercado de trabalho.

Janice Azevedo aproveitou toda a experiência adquirida na área de doces e salgados para ganhar a vida. Após concluir um curso de qualificação na área, começou a trabalhar com encomendas de doces e atender moradores e comércios da comunidade. “Quando entrei no curso estava desempregada e a primeira aula que tive foi de trufas. Assim que a aula acabou fui para casa com aquilo na cabeça, comprei as forminhas, fiz as trufas e comecei a vender na rua”, relembrou.

Com o passar do tempo, as vendas cresceram. Ela abriu uma loja, tornou-se micro empreendedora e passou a vender, além de trufas e outros doces que ela aprendeu a fazer no curso, produtos artesanais como perfumes e sabonetes, também feitos por ela.

formatura_marias_jul2014_foto francisca rodrigues (25)

Curso ensina a fazer doces e salgados para festas (Foto: Francisca Rodrigues)

Outros alunos formados pelo ‘Mãos de Maria’ têm sustento garantido graças à experiência adquirida nas aulas e palestras. Com patrocínio do Instituto Afrânio Affonso Ferreira (IAAF) e apoio da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP), o curso é realizado pela Associação das Mulheres de Paraisópolis (AMP) e já formou cerca de 400 alunos. “Nosso foco é dar autonomia para as mulheres para que elas possam contribuir com a renda familiar, pois acreditamos que a partir dessa contribuição ela vai ter mais independência e participar mais no processo de decisão familiar”, afirmou Rejane Santos, Presidente da Associação das Mulheres de Paraisópolis (AMP).

Apesar de levar o nome ‘Mãos de Maria’, o curso não atende só o público feminino. Segundo Rejane, mesmo que a maioria das turmas sejam formadas por mulheres, sempre há homens, como é o caso de Humberto Almeida. Aluno da 10ª turma, ele conta que começou a fazer o curso porque já gostava da área de culinária, mas nunca havia feito um curso específico de doces e salgados, e encontrou essa oportunidade no Mãos de Maria. “Meus amigos me ‘zuaram’ quando decidi fazer o curso, mas eu vi que era algo novo e gostoso. Até trouxe alguns amigos e um deles veio, gostou e ficou”, contou Humberto.

AMP forma 10ª turma do curso Mãos de Maria

10ª turma do curso Mãos de Maria (Foto: Francisca Rodrigues)

10ª turma do curso Mãos de Maria (Foto: Francisca Rodrigues)

Em julho a AMP realizou mais uma formatura de alunos do Mãos de Maria. A 10ª Formatura aconteceu no dia 11 de julho, na sede da AMP e contou com a presença de alunos, familiares e lideranças comunitárias, além do grupo de dança ‘Núcleo de Pesquisa Um Só Corpo’, que colocou os formandos e convidados para dançar no ritmo do afroxé, uma mistura de dança afro com axé.

A presidente da AMP revelou o orgulho e a satisfação de realizar mais uma formatura e poder contribuir com a vida profissional e econômica de muitos moradores da comunidade. “Nós temos tido muito aprendizado nesse período. Pudemos aperfeiçoar e agregar conhecimento, além de entender um pouco mais a necessidade da área. Temos contribuído muito para o futuro profissional dos alunos. Hoje já conseguimos perceber um grupo significativo de mulheres que resolveram se tornar micro empreendedoras e ter o seu próprio negócio”, se orgulhou Rejane.

Compartilhar.

Autor

Jornalista da Agência Paraisópolis

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: