Fondue de queijo no pão italiano

0

Para acompanhar esse inverno cruel, nada melhor que uma receita quentinha e que sugere um clima romântico.

Dizem que o Fondue nasceu na Suíça, durante a Segunda Guerra Mundial. Os camponeses, por conta do frio intenso, não conseguiam ir aos grandes centros para  comprar mantimentos e, como eram grandes produtores de leite e queijo, juntavam as pontinhas dos queijos que sobravam na geladeira e colocavam em tachos para derreter e fundir. A essa mistura, juntavam vinho branco para que o queijo derretesse e quando estava borbulhando, molhavam na mistura bem quente pequenos pedaços de pão. Tinham então uma nutritiva é quente refeição.

A iguaria só ganhou fama na década de 50, quando o chefe Conrad Egli, do restaurante Chalet Suísse, em Nova York, passou a servir o prato. Para complementar, criou a fondue de chocolate, que servia de sobremesa.

Ah! Ao contrário do que se diz, não é “O” Fondue, mas sim “A” Fondue, trata-se de uma palavra francesa, do gênero  feminino.

Na receita original, juntava-se dois tipos de queijo, o gruyère e o emmenthal, fundidos com vinho branco e alho. Mas para nós, simples mortais, esses queijos são muito caros, então, segue uma  receita “abrasileirada”, mas que dá um resultado delicioso!

Ah! Para essa receita não precisamos da raclete (panela própria para fondue), porque iremos usar o pão italiano como panela que, inclusive, pode ser comido no final .

Vamos à receita:

Ingredientes:

1 pão italiano grande inteiro (não pode ser fatiado, pois será utilizado como panela)

1 copo de requeijão

1 lata de creme de leite sem soro

250 grs de queijo gorgonzola

50 grs de queijo parmesão ralado

1 taça de vinho branco

1 dente de alho para esfregar na panela

Para acompanhar, pães de diversos tipos: francês, com gergelim, integral, de grãos, entre outros.

Mode de fazer:

A panela:

Pegue o pão italiano e, com cuidado, recorte com uma faca o quadradinho que,    tradicionalmente,  já vem caprichosamente desenhado. Retire com cuidado, pois essa é a nossa tampa. Com mais cuidado ainda, retire o miolo em pedaços  generosos, cavando  até esculpir nossa panela, e reserve em uma assadeira.

Encaixe a tampa novamente em cima, e envolva o pão em papel prateado, lembrando que a parte mais bonita do papel deve ficar virada para dentro. Leve ao forno por mais ou menos  dez minutos.

A Fondue:

Em uma panela pequena, esfregue o dente de alho generosamente no fundo e nas laterais. Amasse com um garfo o queijo gorgonzola, junte  o creme de leite e o requeijão. Misture com cuidado e ligue o fogo bem baixinho para derreter ou melhor, fundir. Quando começar a borbulhar, junte a taça de vinho e finalize com o parmesão. Pegue a mistura ainda borbulhando, coloque na panela de pão e leve ao forno por mais cinco minutinhos, ainda  no papel prateado. Ah! Nesses últimos cinco minutos, coloque o miolo do pão para assar, aquele que reservamos no começo lembra? Eles ficarão deliciosos e crocantes para servir.

Retire do forno e coloque em um prato, sirva imediatamente. Vá comendo com os pedaços da panela.

Dica:

Enfeite sua mesa com uma toalha bonita, faça cestinhas com os pães, se não tiver os espetinhos, use garfos para molhar o pão, e reserve um espaço para uma boa garrafa de vinho.

Bon Appetit!

Compartilhar.

Autor

Mônica Faria Produtora de eventos, culinarista, curiosa e colaboradora da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP) monica.faria@paraisopolis.org

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: