Em sete anos, Escola do Povo já alfabetizou mais de 3 mil alunos em Paraisópolis

1

Por Keli Gois

O que começou como um sonho de um grupo de jovens de Paraisópolis de fazer com que os moradores da comunidade pudessem ler e escrever mesmo depois de adultos, com o passar do tempo transformou-se em realidade e hoje é conhecido como um dos mais importantes projetos pela erradicação do analfabetismo no Brasil.

Diferentemente dos dados revelados em pesquisas que mostram que a taxa de analfabetismo voltou a crescer, ao longo de sete anos o Instituto Escola do Povo (IEP) vem trabalhando pela erradicação do analfabetismo na segunda maior comunidade de São Paulo, onde já alfabetizou 3.372 mil jovens e adultos.

“Ver a transformação na vida dos alunos é uma emoção muito grande. Mesmo após muitos anos trabalhando com esse tipo de projeto, a cada ano e a cada aluno que formamos a emoção se renova”, se orgulhou Ilza Senna, diretora e coordenadora pedagógica do Instituto Escola do Povo.

foto01

Em sete anos Escola do Povo já alfabetizou 3.372 mil jovens e adultos (Foto: Divulgação)

Mudanças simples como poder ler o letreiro de um ônibus ou o nome de um produto em um supermercado transformou a vida de muitos moradores de Paraisópolis, sem contar aqueles que deram continuidade aos estudos e até fazem cursos técnicos, como conta Ilza Senna “Temos muitos alunos que estão cursando o ensino supletivo, outros que fizeram cursos técnicos e até aqueles que conseguiram entrar na universidade”, destacou.

“Tendo iniciado suas atividades como um projeto da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP), a Escola do Povo hoje , consolidada como organização autônoma e pretende ampliar suas atividades para a qualificação profissional e ajudar na colocação no mercado de trabalho”, explicou Gilson Rodrigues, presidente do IEP.

Um dos grandes diferenciais da Escola do Povo é a política de mobilização social. As professoras visitam a casa de cada aluno, em especial, aqueles que têm algum tipo de dificuldade, criando uma relação entre aluno e professor, o que tem garantido bom desempenho escolar e um índice de evasão de 10%, um dos mais baixos na alfabetização de adultos.

Com mais de 3 mil alunos alfabetizados em Paraisópolis, Ilza está bastante otimista e acredita que esse número possa crescer a cada ano. Para 2014, a meta é formar mais três turmas com a ajuda de empresas e parceiros. “Estamos em busca de empresas, que assim como nós, sabem a importância da educação no Brasil como uma ferramenta para mudar o País”, finalizou.

 

Compartilhar.

Autor

Jornalista da Agência Paraisópolis

1 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: