Cristina Josefa: Os “nãos” nossos de cada dia

0

Baseado em fatos reais, esse tema tem me incomodado por estes dias e me colocado em frente ao papel com uma caneta, na madrugada de um dia desses.

Eles,  os Nãos,  parecem ganhar força, sobretudo, quando há questões que envolvem decisão, de diferentes dimensões, proporções, impactos que, em fração de segundos, podem nos levar ao abismo!

De forma involuntária, recebê-lo – na maioria das vezes – nos tira o sono, nos asfixia, nos limita, nos adoece, nos domina e não temos como fugir deles.  Mas, como posso reverter o peso do Não em uma experiência positiva?
Resposta: Adotei a consciência de que o Não nos aproxima do “Sim”!

Aquele destinado a mim; Sob Medida; Idealizado.

Sim! O Não, visto deste ângulo, se torna um trunfo e desenvolve em nós o otimismo. É fato que, requer de nós um esforço maior, mas tomar a decisão de liderar isso dentro da gente, gera um fruto potente e nos conduz a gerar melhor nossas emoções. É estar no comando ao invés de ser comandado por eles.

Entender que, os “Nãos” fazem parte do contexto, que nem tudo nos é lícito, nos ensina a aceitar – sem danos –  e não vê-lo sempre como o vilão de nossa história. Com isso, até a famosa e irritante “ansiedade” passa a perder espaço. Ufa!

O “Não” nos: 

Capacita;

Ensina;

Reeduca;

Dá um novo fôlego;

Prepara para receber o nosso Sim!

Aceite o Não, ele traz um universo de possibilidades de “SIMs” , nossos, exclusivos.

 

Compartilhar.

Autor

É uma entusiasta do Turismo de Aventura e encantada pela Natureza. Atuou no Teatro. Conectada com a arte em suas diversas manifestações. Fã declarada de aeroportos e suas ricas conexões. Profissional do segmento de turismo, empreendedora, mentora e tem como Mestria o Ato de aconselhar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: