Crianças e jovens de Paraisópolis trocam tempo livre por esporte, cultura e educação

0

Por Keli Gois

Apesar de todo desenvolvimento proporcionado com a chegada da urbanização, Paraisópolis ainda tem muitas carências nas áreas da educação, cultura e lazer. Dentro deste contexto no qual muitas crianças e jovens estão inseridos, cabe destacar a importância de projetos sociais como o Ballet Paraisópolis, Craques do Amanhã, Orquestra Filarmônica, entre outros que proporcionam uma realidade diferente aos moradores da segunda maior comunidade de São Paulo.

Por meio dos projetos muitas crianças, jovens e adolescentes tiveram e têm a oportunidade de ter acesso a tudo isso, e passam a ser inseridos em diversas atividades que proporcionam não só a prática de um esporte, mas também uma troca de experiências e conhecimentos.

A diretora de Vendas Varejo da OI São Paulo, Juliana Teixeira, visitou projetos sociais e esteve no Campo do Palmeirinha, onde são realizados os jogos da Copa da Paz, apoiado pela OI.

A diretora de Vendas Varejo da OI São Paulo, Juliana Teixeira, visitou projetos sociais e esteve no Campo do Palmeirinha, onde são realizados os jogos da Copa da Paz, apoiado pela OI.

Pelo fato de ter que estar matriculado em uma rede regular de ensino, muitos jovens são até incentivados a voltar para o meio escolar. É o caso de Matheus Soares que estava afastado da escola e matriculou-se para conseguir entrar em um dos projetos de esporte. “Exigir que a criança esteja matriculada é uma forma de garantir que além de praticar esportes e cursos, os alunos tenham acesso à educação básica, que é direito de todo cidadão”, destacou Joildo Santos, Presidente em exercício da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP).

Incentivados por leis municipais, estaduais e federais da cultura e esporte, os projetos sociais desenvolvidos em Paraisópolis beneficiam hoje mais de 3.900 famílias de Paraisópolis. Por meio deles crianças e jovens têm garantido o direito do acesso à educação, cultura, esporte e qualificação profissional em uma comunidade carente nesses aspectos.

Esse desejo de mudar o meio em que vivem e auxiliar os mais carentes é uma vontade não só de entidades e empresas da própria comunidade na qual os projetos são realizados, mas também de grandes empresas que apoiam e fazem com que projetos como estes sejam realizados em Paraisópolis.

A maioria dos projetos desenvolvidos hoje são incentivados por leis como Rouanet, Programa de Incentivo ao Esporte – PIE e ProAC, como é o caso da Mostra Cultural de Paraisópolis, realizada anualmente e que este ano realizará a sua IX edição com o tema “Paraisópolis: Canta tua aldeia aos olhos do mundo”, que reúne trabalhos e apresentações de alunos e artistas da comunidade.

Além das leis de incentivo, os projetos sociais desenvolvidos na comunidade contam também com o patrocínio de grandes empresas. Recentemente, a operadora de telefonia móvel OI, firmou parceria com os projetos Craques do Amanhã, Judô com Tiago Camilo e Rugby Para Todos, ações que já beneficiam muitos moradores da comunidade, além disso passou a apoiar a realização da Copa da Paz, que nesse ano chega a sua 7ª edição.

Conheça alguns projetos incentivados que acontecem na comunidade:

288 alunos são atendidos com o Ballet Paraisópolis (Foto: Renata Alves)

288 alunos são atendidos com o Ballet Paraisópolis
(Foto: Renata Alves)

Ballet Paraisópolis
Realizado desde 2012, o Ballet Paraisópolis tem duração de oito anos. Por meio do projeto, as crianças terão a oportunidade de ministrar aulas, além de dançar em companhias nacionais e internacionais. Mesmo que não sigam carreira, saem com postura, disciplina e responsabilidade para o mercado de trabalho. Aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura PROAC e Lei Rouanet, recebendo apoio da operadora TIM e do banco Itaú, respectivamente.

210 alunos são atendidos com a Orquestra Filarmônica de Paraisópolis (Foto: Francisca Rodrigues)

210 alunos são atendidos com a Orquestra Filarmônica de Paraisópolis (Foto: Francisca Rodrigues)

Orquestra Filarmônica de Paraisópolis
A Orquestra Filarmônica de Paraisópolis é um projeto que oferece cursos gratuitos profissionalizantes de música para moradores da comunidade de Paraisópolis. A Orquestra Filarmônica Paraisópolis é um projeto aprovado pela Lei Rouanet e Lei de Incentivo à Cultura ProAc, recebendo apoio de várias empresas para a execução de suas atividades.

 

 

 

 

270 alunos são atendidos com o Judô com Tiago Camilo (Foto: Renata Alves)

270 alunos são atendidos com o Judô com Tiago Camilo  (Foto: Divulgação)


Judô com Tiago Camilo
Realizado desde 2012, o Judô com Tiago Camilo é uma iniciativa do medalhista olímpico Tiago Camilo que visa incentivar a prática do esporte como meio de apoio ao desenvolvimento psicomotor e social. O projeto é uma parceira entre o Instituto Tiago Camilo e a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP).

 

 

250 alunos são atendidos com o Rugby Para Todos. (Foto: Francisca Rodrigues)

250 alunos são atendidos com o Rugby Para Todos. (Foto: Francisca Rodrigues)

Rugby Para Todos
Rugby Para Todos é um projeto que começou a partir da iniciativa de dois jogadores de rugby de São Paulo. O projeto apresenta o esporte de forma lúdica e tem como objetivo promover a cidadania por meio da prática dos princípios do rugby: união, respeito, lealdade, amizade e disciplina. A ação é uma parceria entre o Instituto Rugby Para Todos e a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP).

Compartilhar.

Autor

Jornalista da Agência Paraisópolis

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: