Bolsonaro já anunciou 20 ministros e tenta finalizar Esplanada nesta semana

0

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, inicia esta semana com 20 de seus ministros confirmados. O militar está próximo de finalizar as indicações para a Esplanada.

O capitão da reserva afirmou neste domingo (2.dez.2018) que faltam ainda titulares para duas pastas. Uma delas é Meio Ambiente. Durante a campanha, Bolsonaro dizia que a pasta seria incorporada à Agricultura. Desistiu e alegou que a fusão desagradava setores ligados às duas áreas.

Bolsonaro afirmou esperar que o nome saia nesta semana. Um dos mais cotados é o agrônomo Xico Graziano.

Atribuições referentes a Direitos Humanos, Trabalho e Mulheres podem formar mais 1 ou 2 ministérios. Bolsonaro disse no sábado (1º.dez) que a advogada e pastora Damares Alves é “forte concorrente” ao posto de ministra da pasta.

“É 1 ministério que se identifica muito com ela”, afirmou o militar, sem confirmar a escolha. Damares é assessora parlamentar do senador Magno Malta (ES-PR). O congressista pleiteia 1 ministério, mas até o momento não foi nomeado.

MAIS MINISTÉRIOS DO QUE O PROMETIDO

Durante a campanha, Bolsonaro prometeu enxugar a estrutura do 1º escalão, dos atuais 29 para 15 ministérios. Mas vários órgãos que perderiam o “status” seriam prejudicados.

É o caso do Banco Central. Como já explicou o Poder360, parte da autonomia operacional da autarquia decorre do fato de haver “status de ministro” para o presidente do órgão. Ele disse que manterá assim até que o a instituição se torne independente.

Caso Bolsonaro feche o desenho da Esplanada com 22 ministérios, ele será o 3º presidente eleito, desde a redemocratização, a iniciar o mandato com menor número de pastas. O 1º é o ex-presidente Fernando Collor de Mello, que iniciou o mandato, em 1990, com 12 ministérios, seguido por Itamar Franco, que assumiu após o impeachment de Collor, em 1992, com 16 pastas.

(Fonte: Poder 360)

Compartilhar.

Autor

Deixe uma resposta