12 dicas para melhorar a comunidade

3

DESENHO-VIELA

Olá, Paraisópolis! Sou Eduardo e venho conhecendo e participando de ações na comunidade desde 2012. Sou arquiteto da USP e estudo as casas, ruas e vielas de Paraisópolis, que são muito especiais. Apesar de algumas pessoas associarem as comunidades a aspectos negativos, todos sabemos o quanto Paraisópolis tem se transformado, tornando-se cada vez mais viva e cheia de oportunidades.

A ausência do governo, ao longo de décadas, fez com que cada um de seus moradores, engenheiros natos, construísse Paraisópolis com suas próprias mãos. Mesmo com todo esse conhecimento acumulado, penso que todos podemos aprender ainda mais.

Conversando com moradores e pesquisando a comunidade, percebi que algumas casas são quentes demais, enquanto outras são frias e úmidas. Da mesma forma, o sol forte incomoda quando caminhamos nas ruas e as vielas são ótimas alternativas para cortar caminho e encontrar um vizinho. Então nos questionamos: como podemos melhorar as casas em que moramos e as ruas e vielas pelas quais passamos?

Vamos lá! Em primeiro lugar, o que deixa a sua casa quente? Os principais responsáveis são a entrada excessiva de sol, falta de ventilação pelas janelas e o próprio uso do ambiente pelas pessoas e equipamentos.  Não precisa se preocupar, pois existem várias alternativas para deixar a sua casa mais fresca: 

01

1. Pinte a laje de cobertura ou as telhas metálicas e de fibrocimento, com cores claras, para que a maior parte dos raios de sol sejam refletidos de volta;

02

2. Cubra sua laje com plantas, telhados leves ventilados, ou até mesmo, uma lona removível;

03

3. Construa com tijolos maciços ao invés de furados; 

04

4. Evite janelas de correr. Escolha janelas maiores, com venezianas, ou que se abram totalmente, aumentando a ventilação e reduzindo a temperatura interna;

05

5. Se puder, coloque mais de uma janela em cada ambiente, em paredes opostas;

06

6. Em cozinhas, lavanderias e escadas, construa paredes inteiras com cobogós, aquelas peças cerâmicas vazadas, que ventilam o ambiente durante todo o dia. Isso também pode ser feito com os tijolos furados;

Você gosta das ruas, calçadas, becos e vielas da comunidade? Sente-se confortável e seguro? Gostaria que algo fosse diferente? Vamos tentar imaginar o que mais poderia acontecer nesses espaços:

07

1. De vez em quando a gente pode fechar as ruas mais tranquilas para a passagem de carros e desenhar, com giz, um campinho de futebol para a molecada brincar;

08

2. Podemos plantar árvores nas calçadas e vielas mais largas. 

Sabia que um projeto da Prefeitura garante a cada morador da cidade 10 mudas de árvores por ano?

09

3. Fazer pequenas hortas comunitárias em vasos, garrafas pet ou estruturas de madeira fixadas nos muros das vielas;

10

4. As árvores e hortas devem ser regadas com água da chuva, coletada em caixas d’água nas lajes;

11

5. Sabe aquele pneu velho ou caixa de madeira que ninguém usa, poderíamos reutilizá-los como banco, mesa ou balanço;

12

6. Vamos deixar a nossa casa mais colorida. Se cada morador pintar a sua casa, as ruas e vielas ficarão super bonitas!

Isso não é uma receita a ser seguida, são apenas opções que podem contribuir com a qualidade de vida de cada um e da comunidade como um todo. São pequenas e simples coisas que, juntas, podem servir de exemplo para todo mundo, dentro e fora da comunidade. Vamos nessa?

Eduardo Pizarro é estudante de arquitetura da USP eduardo.pizarro@usp.br

Compartilhar.

Autor

Francisca Rodrigues é jornalista, repórter do jornal Espaço do Povo, apresentadora do programa Meia Prosa (Rádio Nova Paraisópolis, 87.5FM) e assessora de comunicação do Luau Paraisópolis.

3 Comentários

  1. Isaac Bezerra on

    Excelente matéria. Esse projeto da Prefeitura que garante a cada morador da cidade 10 mudas de árvores por ano, já foi aprovado, se sim, qual a lei?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: